Oficial militar atirou em um alienígena em 1978

Um novo livro contou a história de como o major George Filer encontrou e matou um suposto extraterrestre.


A notável história, que foi descrita no novo livro de John L. Guerra, "Strange Craft: A Verdadeira História da Vida de um Oficial de Inteligência da Força Aérea com OVNIs", teria ocorrido nas primeiras horas de 18 de janeiro de 1978 em Fort Dix, New Jersey.

O major da Força Aérea George Filer estava dirigindo por uma parte remota da base em uma caminhonete da polícia que tentava perseguir um misterioso objeto voando baixo que havia sido observado por volta das 2 horas da manhã.

Depois de dirigir por duas horas, ele percebeu que o objeto ele estava perseguindo, que estava produzindo um misterioso brilho azul esverdeado, estava de fato diretamente acima dele.

A próxima coisa que ele soube, uma entidade - que ele descreveu como esbelta e marrom acinzentada - saiu da escuridão em frente ao carro, onde era iluminada pelos faróis.

Filer sacou a arma, ordenou que a criatura congelasse e depois atirou.

Segundo seu relatório, a entidade sucumbiu aos ferimentos e soltou um fedor imundo de amônia.

O corpo foi posteriormente recolhido por uma equipe de recuperação da Base da Força Aérea Wright-Patterson, em Ohio. Filer observou que os homens que a procuraram não pareciam particularmente surpresos com sua existência.

"O principal sargento comanda tudo, desde quem varre o chão até organizar os horários dos funcionários e garantir que os telefones e faxes estejam funcionando", disse ele.

"Ele estava agitado; seu rosto estava pálido e seus olhos estavam bem abertos."

Quando Filer perguntou se a criatura tinha vindo de outro país, o sargento respondeu:

"Não, era do espaço sideral, um alienígena do espaço. Existem OVNIs zumbindo pelo planeta como loucos".

Comentários