Você acredita em Deus?

Você acredita em Deus, ou é mais um daqueles que acha que acredita porque foi ensinado a acreditar?


Esta é uma pergunta, que euacredito, que muitas pessoas vão dizer: «sim, acredito». Mas, por que é queelas dizem que acreditam?
Tomando-me como exemplo, desdepequeno fui educado a acreditar que Deus existia. Por isso, quando era criançae jovem, dizer que não sabia se acreditava em Deus ou dizer que não acreditava,era visto como sendo a maior heresia que poderia dizer, fosse no seio familiar,ou no círculo de amigos.
Hoje, digo que acredito, nãoporque me ensinaram a acreditar, mas, por ter uma experiência espiritual. Aocontrário de muitas pessoas que foram ensinadas a acreditar e continuam aacreditar por terem sido comprometidas na sua capacidade de decidir por simesmo.
Recordo-me das palavras de Jesusa um dos apóstolos (Pedro, de não estou em erro), em que lhe disse que era umbem-aventurado, ou feliz, abençoado, por não ter sido o sangue, nem a carne, alhe revelar que Ele era o Salvador. Por outras palavras, Jesus quis dizer queera uma verdadeira alegria para as pessoas que acreditavam em Deus, não peloensino de uma religião, mas, porque tiveram essa revelação através de umaexperiência espiritual.
Isso põe em causa muitos dosensinamentos religiosos, de ser necessário ir a um templo para vivenciar umaexperiência, ou pertencer a uma religião para estar ligado a Deus. Muito porcontrário, como em qualquer relação, para estar ligado com Deus é precisorelacionamento com Deus. E um relacionamento exige comunicação entre ambos.
Essa comunicação é feita de umaforma pessoal e própria de um relacionamento, que contém uma linguagem própriada relação para que a comunicação seja possível. Pode ser através de meditação,oração, observação da natureza, leitura de livros, entre outros.
Então, eu volto a perguntar: «vocêacredita em Deus?». E talvez agora a pergunta faça mais sentido para si, porquenão estou a colocar em causa a sua fé, mas, a questionar se está a serelacionar verdadeiramente com Deus, ou se está a criar a se relacionar comDeus como se fosse uma conversa ocasional com um conhecido no café.
Não tenciono converter ninguém anenhuma religião, pois, para mim, isso é uma forma de politiquice. O que pretendoé que todos possa ter a oportunidade de se relacionar e de decidir se queremmanter esse relacionamento, acreditando ou não nele.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Terra já pode estar dentro de um buraco negro, diz cientista

O piloto que perseguiu o UFO entra em detalhes no programa Joe Rogan | VÍDEO

'Economia Precog', o trabalho do futuro