Antes de encontrarmos extraterrestres, os seres humanos precisam se descobrir

Imagem
Estamos sozinhos? Os seres humanos têm muitas perguntas sobre a vida alienígena. Mas esses seres, se existirem, provavelmente têm suas próprias perguntas sobre seres humanos, perguntas que podemos querer responder antes de encontrar qualquer vida além da Terra. Isso porque as respostas que chegarmos moldarão a forma como reagimos a qualquer descoberta de maneiras que tenham implicações profundas para nós e para a vida hipotética além da Terra, de acordo com Kathryn Denning, antropóloga da Universidade de York, no Canadá, que se concentra na exploração espacial e vida extraterrestres.  Algumas dessas questões, as mais antropocêntricas, já estão no ar, subjacentes às conversas sobre a busca pela vida. Mas outras questões se beneficiariam de uma mudança de mentalidade incomum no campo, disse Denning à Space.com. "Ainda estamos pensando [em uma deteção de vida extraterrestre] em termos de um problema intelectual sobre nós e nosso lugar no universo", disse ela. " [Nós] não pen…

Missão para encontrar vida extraterrestres em Marte já tem local de aterragem definido

"O nosso objectivo final está à vista e está a ficar muito emocionante!"

O robô com a missão de encontrar vida extraterrestres em Marte, teve o seu lugar de aterragem definido após 4 anos de discussão.
Com a aterragem programada para 2021, o rover ExoMars irá explorar o solo do planeta vermelho de modo a encontrar indícios de sinais de vida ou de ter existido vida em Marte.
O local escolhido pela equipa russa-europeia chama-se Oxia Planum, em que os cientistas acreditam que este pode ter sido um local onde existiu água à biliões de anos.
Os especialistas hesitaram entre este lugar e outro chamado Mawrth Vallis, que também oferece sinais de humidade no solo.
A decisão será oficializada para o próximo ano pela equipa de investigação.
O membro do grupo, professor John Bridges, da Universidade de Leicester, disse que após quatro anos de estudo cuidadoso eles seleccionaram a área porque seus sedimentos finos seriam perfeitos para a perfuração do rover.
"Com uma enorme área de captação, os sedimentos terão capturado materiais orgânicos de uma ampla variedade de ambientes durante um longo período de tempo, incluindo áreas onde a vida pode ter existido", disse ele.
“Um grande grupo de cientistas tem trabalhado em propor, caracterizar e seleccionar os locais, todos com aspectos fascinantes, mas Oxia Planum é o vencedor claro em restrições de ciência e engenharia.”
O objectivo da missão é perfurar dois metros abaixo da superfície, buscando sinais de vida de cerca de quatro biliões de anos atrás, quando o planeta continha água.
A vida como a conhecemos na Terra requer a existência de água líquida, e Oxia Planum fica em uma fronteira onde muitos canais parecem ter se esvaziado nas planícies das terras baixas.
Camadas de minerais ricos em argila no local fornecem mais suporte para a ideia de que já foi o lar de um enorme lago.

Tradução: 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Terra já pode estar dentro de um buraco negro, diz cientista

O piloto que perseguiu o UFO entra em detalhes no programa Joe Rogan | VÍDEO

'Economia Precog', o trabalho do futuro