Estes cadávers estão em Marte? Entusiasta de UFO convencido que as fotos do Nasa Rover são provas de vida extraterrestres

Steve Martin, de Kent, está convencido de que as fotos provam que existe vida em Marte.


Um entusiasta de OVNIs acredita ter descoberto provas de cadáveres na superfície de Marte.

O funcionário público aposentado Steve Martin, de Kent, vasculhou milhares de fotos tiradas pelo Mars Rover da NASA em busca de algo fora do comum.

Ele encontrou objetos de aparência misteriosa que ele acha que mostram cadáveres extraterrestres no planeta vermelho.

Imagens atraentes parecem mostrar uma figura humana de costas, com o que parece ser uma cabeça e membros.

Steve, 56 anos, disse: "Foi uma grande surpresa.


"Eu os chamo de palidos, em vez de infames 'greys'. São coisas humanóides que são muito brancas com olhos grandes."

Ele disse que não usou nenhum software profissional para manipular as imagens.

Enquanto Steve admite que nem todos concordarão com ele, está convencido de que mostra que Marte teve vida.


Ele acredita que a NASA sabe disso, mas está a filtrar a informação pública.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, revelou um plano para enviar humanos de volta à lua.

Em comunicado no Johnson Space Center da NASA em Houston na quinta-feira, ele disse que o objetivo é enviar os astronautas para uma mini estação espacial em órbita lunar - que pode estar em uso já em 2024.


No futuro, este QG lunar em órbita poderia funcionar como um trampolim para viagens à superfície lunar, bem como futuras missões a Marte e além.

"Enquanto nossas atenções são mais uma vez colocadas no nosso vizinho lunar, desta vez não estamos contentes em apenas deixar para trás pegadas - ou até mesmo em sair", disse Pence.

Ele confirmou que é a hora certa para "estabelecer uma presença permanente ao redor e na lua".


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Terra já pode estar dentro de um buraco negro, diz cientista

O piloto que perseguiu o UFO entra em detalhes no programa Joe Rogan | VÍDEO

'Economia Precog', o trabalho do futuro