Antes de encontrarmos extraterrestres, os seres humanos precisam se descobrir

Imagem
Estamos sozinhos? Os seres humanos têm muitas perguntas sobre a vida alienígena. Mas esses seres, se existirem, provavelmente têm suas próprias perguntas sobre seres humanos, perguntas que podemos querer responder antes de encontrar qualquer vida além da Terra. Isso porque as respostas que chegarmos moldarão a forma como reagimos a qualquer descoberta de maneiras que tenham implicações profundas para nós e para a vida hipotética além da Terra, de acordo com Kathryn Denning, antropóloga da Universidade de York, no Canadá, que se concentra na exploração espacial e vida extraterrestres.  Algumas dessas questões, as mais antropocêntricas, já estão no ar, subjacentes às conversas sobre a busca pela vida. Mas outras questões se beneficiariam de uma mudança de mentalidade incomum no campo, disse Denning à Space.com. "Ainda estamos pensando [em uma deteção de vida extraterrestre] em termos de um problema intelectual sobre nós e nosso lugar no universo", disse ela. " [Nós] não pen…

Possessão Demoniaca - acreditar ou não acreditar?

goat-skull-1785007_1920.jpg


As histórias de possessões fazem parte do imaginário popular. E foi esse imaginário que foi transportado para Hollywood, para filmes sobre o assunto fossem vendidos e se obtivessem lucros.


Eu questiono: até que ponto as possessões são imaginário popular? Será que Hollywood desvalorizou o assunto e as pessoas passaram a desacreditar que existem entidades capazes de possuir um corpo humano?


Observando a História da Humanidade, vemos que as possessões veem de tempo primórdios, das primeiras civilizações, onde a crença e o misticismo era valores que regulavam áreas da sociedade com a politica e a economia. Nessas civilizações, encontramos vários nomes para as entidades e para os rituais, sejam eles de invocação ou de exorcismo.



Não há nenhuma religião em que não tenha a sua versão de entidades que possuem o corpo e mente das pessoas. De acordo com a filosofia de cada uma, todos nós somos alvos de possíveis possessões e controlos por parte de entidades espirituais, de origem demónica ou não.


A versão mais comum e que provoca mais arrepios na espinha na sociedade, é a crença cristã. Os seus crentes acreditam na existência de demónios, liderados por Lúcifer, o anjo caído que se rebelou contra Deus e os céus e liderou uma revolta no céu, que fez cair cerca de um terço dos anjos com ele, segundo o Cristianismo.


Lúcifer, também conhecido como o diabo, não possui nenhum corpo devido ao seu imenso poder não poder ser contido em nenhum corpo humano. Somente os anjos caídos de menor poder conseguem possuir os seres humanos. Ainda assim, eles conseguem causar danos ao corpo dos possuídos.


Porque razão eles possuem o corpo das pessoas e os destroem? A explicação religiosa aponta para os ciúmes que estes tiveram da Humanidade quando foram criados. Deus passava mais tempo com o Ser Humanos do que com os anjos, ao ponto de estes se sentirem rejeitados por Deus. Lúcifer foi o mais afetado, pois tratava-se do anjo de maior beleza no céu e que guardava os tesouros de Deus. Ao se ver sem a atenção que estava habituado, acho que ele deveria reinar no lugar de Deus e liderou a revolta, acabando expulso. Como não ficou satisfeito, voltou a sua atenção para o Ser Humano e procurou destruí-lo com todo o ódio que nutre por Deus e pela Criação.


A sua primeira ação foi tornar o Ser Humano vulnerável, levando-o a desobedecer a Deus ao comer do fruto da árvore que Deus proibira. Uma vez o Ser Humano tendo desobedecido e tomado conhecimento do bem e do mal, abriu uma porta para que o diabo e os seus anjos possuir e controlar os seres humanos.


Desde então, tem se travado uma luta entre a Luz e as Trevas, pelo controlo da humanidade. Teóricos da conspiração acreditam que a maior parte da sociedade, em especial destaque para os governos e instituições de grande poder económico-social têm sido controlados por Lúcifer, de forma a estabelecer o seu governo anti-cristão na Terra. A forma liberal como a sociedade tem evoluído é um dos argumentos usados por estes teóricos. O maior argumento que estes têm é as profecias bíblicas que se têm cumprido nos últimos tempos.


Alguns teólogos defendem que outro dos motivos que os demónios possuem as pessoas, é para vivenciar as experiencias corporais, uma vez que estes não têm a possibilidade de as experimentar por não terem um corpo físico. Por essa razão, muitos acreditam que o homossexualismo, a toxicodependência, a prostituição, a violência e os crimes, são provocados por demónios que possuem o corpo das pessoas e controlam-nas para sentir o prazer das sensações que cada situação provoca.


No entanto, com a batalha espiritual que se desenvolveu por missionários cristão e exorcistas, acredita-se que a estratégia de Lúcifer mudou, deixando de possuir o corpo, limitando-se a alguns, para controlar mentalmente o resto da população mundial, não correndo o risco de ter de ser exorcizado do corpo do hospedeiro. Acreditam que muitos dos músicos que vendem milhões são controlados pelos demónios que passam mensagens de destruição social e humana.


Se pesquisarmos na internet, podemos encontrar testemunhos de alguns desses cantores que afirma serem controlados por entidades demoníacas.


A política e a economia, também, são áreas de forte influência demoníaca. Líderes mundiais trabalham em prol de se estabelecer um único governo mundial em que Lúcifer reinará.


Como saber se estamos a ser possuídos ou controlados por uma força demoníaca?


O primeiro sinal apontado por vários estudiosos é a rejeição de tudo o que é contrário à natureza divina. Não se trata apenas de negar a existência de Deus, mas, também à forma como vivemos o dia-a-dia, apesar de se afirmar acreditar e ser um devoto.


Estar afastado da presença de Deus é o que consideram ser a porta de entrada para o mal ou para o controlo.


Os outros sinais são conhecidos como as obras da carne, associadas à imoralidade sexual, vícios, odio, inveja, alcoolismo, ira, discórdia, egoísmo, idolatria, feitiçaria e outras coisas semelhantes a estas. Isto não significa que está a ser possuído, mas, com certeza significa que está sob a influência de um demónio.


Apesar de existir rituais para se expulsar demónios, a Bíblia encontramos, nas Palavras de Jesus, que um exorcismo para ser feito é preciso ter autoridade e é preciso oração e jejum, dependendo das castas de demónios. Quando assim não é, o demónio pode usar o corpo da pessoa para causar ferimentos e mesmo matar quem executa a tentativa de exorcismo. Há vários relatos de pessoas que acabaram feridas ao tentar executar o exorcismo sem autoridade, inclusive na Bíblia.


Claro que não poderia deixar de falar de exorcismos sem falar de doenças mentais. Ao longo de anos, muitos casos de doença mental mal diagnosticados, ou mesmo ignorados, acabaram por causar a morte a muitas pessoas que não eram vítimas de possessão. O avanço da medicina permitiu diagnosticar os casos em que há possessão dos que são apenas problemas de saúde mental.


Porém, se a medicina permitiu se saber quem é que estava possesso, também, permitiu encobrir casos de pessoas que estavam possuídas e não tiveram o tratamento espiritual necessário para se libertarem. Mas, como conseguir diagnosticar corretamente uma possessão de uma doença mental? Não poderá um demónio agir como se fosse um problema de saúde?


Analisado toda a questão envolvente com os exorcismos, concluo que o problema está apenas numa só questão: acreditamos ou não?


É a crença que vai permitir saber se verdadeiramente somos vítimas de um ataque satânico ou se apenas estamos demasiados envolvidos em questões religiosas há muito tempo. Não é uma resposta que possa ser tomada coletivamente, mas, uma resposta que tem de ser respondida individualmente, segundo a fé de cada um.


Acredita ou não acredita?



 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Terra já pode estar dentro de um buraco negro, diz cientista

O piloto que perseguiu o UFO entra em detalhes no programa Joe Rogan | VÍDEO

'Economia Precog', o trabalho do futuro